SINTJAM solicita celeridade ao CNJ para corrigir edital do concurso do TJAM

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores da Justiça do Estado do Amazonas (Sintjam), Lindbergh Sá Valente acompanhado do chefe do setor jurídico do sindicato, Samuel Cavalcante reuniram-se na sede do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília, com o conselheiro André Godinho para solicitar celeridade na análise do processo nº 0005102-66.2019.2.00.0000.

No documento, o Sintjam solicita que seja suspenso, temporariamente, o concurso do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) até que se regularizem os termos do edital no tocante aos cargos e número de vagas ofertadas. O conselheiro do CNJ irá verificar a documentação para dar os devidos encaminhamentos.

Comments

comments

Compartilhar