V Congresso do SINDIJUS-MS promove amplo debate e formação sindical para servidores do Judiciário

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O V Congresso do SINDIJUS-MS obteve êxito em promover o debate de ideias e a busca pela formação política sindical dos 60 inscritos, de mais de 20 comarcas do Estado, durante dois dias de evento, sediado em Campo Grande-MS, nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, realizado na Chácara do SINDIJUS.

Na sexta-feira (30), aconteceu a abertura do evento com o anfitrião, o presidente da Delegacia Sindical de Campo Grande, Edson Ferreira, juntamente ao presidente da Direção-geral, Leonardo Lacerda, e os palestrantes Bernardino Fonseca (coordenador de Formação Sindical da Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados – Fenajud) e Marcos Verlaine (assessor parlamentar do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar – Diap).

“Vamos abrir esse evento desejando maior produtividade para nós e nos fortalecer cada vez mais para começar o ano que vem animados, preparados e com coragem para enfrentar os desafios”, enfatizou Leonardo.

 Na ocasião, o presidente também parabenizou a gestão da atual diretoria da Delegacia Sindical de Campo Grande. “Quero ressaltar o grande trabalho que o delegado Edson vem realizando na delegacia de Campo Grande, na nossa capital, que com muita responsabilidade e graças a Deus tem mostrado que com boa gestão a delegacia tem sido autossustentável”.  

Edson agradeceu o apoio e relembrou os primórdios da fundação do SINDIJUS-MS, em que a chácara foi palco para grandes mobilizações e confraternizações. “Nos sentimos muito honrados de termos sidos escolhidos para sediar o V Congresso do SINDIJUS-MS. A história desse sindicato coloca Campo Grande, carinhosamente, como a matriarca das diversas etapas de desenvolvimento da entidade, digo isso porque foi aqui que tudo começou, de uma simples ideia de lazer tudo foi se solidificando como entidade classista de vanguarda no movimento do servidor público estadual”, destacou. 

Em seguida, Bernandino iniciou um bate papo sobre o tema “Os desafios para os dirigentes sindicais na atualidade”. “Quero abrir um diálogo, uma conversa, porque vocês e eu somos iguais e inclusive no conhecimento. Como vocês eu também sou dirigente sindical, então a gente se entende. E, hoje nós vamos tocar em algumas feridas…”, brincou Bernardino. 

Bernardino comentou sobre a importância do Estatuto do Sindicato e necessidade dos delegados sindicais avocarem para si a mobilização dentro de suas comarcas e não apenas esperar que a Direção Geral faça o trabalho sozinha, até porque, segundo Bernardino, o sindicato é cada um dos trabalhados, onde juntos a categoria tem muito mais força. “Delegado, se for feito uma assembleia e ninguém comparece, então passe de sala em sala, converse com os filiados, dê atenção, esse é o desafio. O papel do delegado sindical é muito importante para o sindicato”, ressaltou o coordenador da Fenajud. 

Por fim, foi servido o jantar ao som ao vivo do músico Sidi Freitas e participação de Flávio Lopes na percussão. 

SEGUNDO DIA –  O segundo dia de congresso teve início com a palestra de Marcos Verlaine, assessor parlamentar do Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) sobre o tema “Perfil do Congresso Nacional eleito em 2018”, com amplo debate e intensa participação dos filiados. 

“Os trabalhadores precisam conhecer e compreender para que a gente possa começar o debate sobre o futuro do Brasil pós-eleição. Os sindicatos são as organizações que defendem os trabalhadores, então é importante que o movimento sindical compreenda a importância do Congresso Nacional como locus, como espaço de atuação em defesa de seus interesses. Então é fundamental que os sindicatos se organizem para atuar no Congresso Nacional contra a retirada de direitos”,afirmou Marcos. 

Após, foi a vez da Palestra com Dr. Ronaldo Costa sobre “Saúde do Trabalhador”, sendo enfatizado a mediação do sindicato para reivindicar melhorias aos servidores . “ O trabalho tem que ser a fonte de realização pessoal das pessoas e não uma fonte de sofrimento e esgotamento físico e psicológico. O sindicato tem um papel importantíssimo no sentido de mediar essa questão de melhorias aos trabalhadores”. 

Em seguida, foi realizada a Reunião do Conselho Geral de Representantes. Clique aqui para visualizar a ata ou acesse:http://www.sindijusms.org.br/noticias/geral/1/ata-da-assembleia-geral-ordinaria-do-conselho-geral-004-2018/1619/

 Por volta das 13h30, os participantes foram convidados para almoçar no restaurante do Novo Hotel. 

À noite, foi o encerramento e festa de confraternização da Delegacia de Campo Grande na Chácara do SINDIJUS-MS, com jantar dançante com a atração de Marlon Maciel e Grupo.

 

 

Comments

comments

Compartilhar

Deixe uma resposta