Sindjustiça-RJ completa 30 anos de lutas e Fenajud prestigia evento que marca a data

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Comemorar 30 anos de uma entidade sindical, atuante e forte, sempre será motivo de orgulho para a categoria. E na última sexta-feira (25), o Sindjustiça-RJ teve o privilégio de alcançar o feito. Para comemorar a data em grande estilo, a entidade realizou um evento com debates de interesse da classe trabalhadora. A Fenajud (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados) esteve presente, onde foi representada pelo coordenador de Política Sindical e Relações Internacionais, Ednaldo Martins.

Durante o dia foi realizado um ato alusivo à data, com exposição de fotos com momentos de mobilização e luta, falas de dirigentes sindicais. A atividade aconteceu em frente ao principal Fórum da cidade do Rio de Janeiro. A noite houve um Seminário sobre as transformações no mundo do trabalho.

O coordenador da Fenajud falou sobre a importância da data e da existência de uma entidade sindical comprometida com a defesa das bandeiras de luta dos trabalhadores no decorrer do ato, em nome da Federação. Em entrevista ao Portal Fenajud, ele apontou que “as falas do Seminário apontaram no mesmo sentido, “de fortalecer a organização dos trabalhadores e trabalhadoras, bem como dos sindicatos, para impedir os retrocessos advindos com as mudanças no mundo do trabalho”.

Inclusive, Ednaldo Martins aponta que essa foi uma das falas do economista Marcio Pochmann. Martins disse que “É necessário fazer um debate sobre construir um novo modelo de organização sindical no país com base na atual estrutura social e econômica brasileira, principalmente, depois da aprovação da reforma trabalhista e da Lei de Terceirização. Ao tempo, reiterei a importância de um sindicato na vida de uma categoria. Falei sobre o comprometimento do sindicato carioca, que luta de forma classista e independente e, ao mesmo tempo, tem sido um sindicato envolvido com a luta geral da classe trabalhadora”.

O Sinjustiça-RJ

No dia 25 de janeiro de 1989, nascia o Sindjustiça-RJ. A entidade surgiu na esteira da Constituição Federal de 1988, que passou a permitir a organização sindical de servidores públicos. Com a publicação da Carta Magna do país, o movimento dos serventuários para construir uma representação oficial foi imediato. A primeira gestão do sindicato ficou a cargo do colega Gilberto Stoliar, que hoje dá nome ao auditório da entidade.

De lá para cá, 30 anos se passaram. Hoje, a entidade que foi erguida pelas mãos da categoria completa três décadas de existência com uma trajetória memorável, que resultou em conquistas históricas. Mais do que uma comemoração da história do Sindjustiça-RJ, este dia é uma celebração de todos os direitos que só foram possíveis com a luta dos servidores.

Comments

comments

Compartilhar

Deixe uma resposta