Sindjus-RS: mais de 1500 trabalhadores realizam ato que marca 15º dia da greve do Judiciário

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Para marcar duas semanas da greve do Judiciário, servidores de comarcas de todo o estado realizaram nesta terça-feira (8) em Porto Alegre a maior mobilização do ano. Reunindo mais de 1500 pessoas ao longo do dia, as atividades contaram com o apoio de diversas entidades parceiras. No início da manhã, um ato conjunto com os trabalhadores do Ministério Público do RS realizado em frente à sede da instituição teve protesto contra as ADI’s impetradas pelos governos Rigotto e Sartori pela suspensão dos reajustes concedidos às categorias do funcionalismo público durante as gestões dos emedebistas.

Em marcha, os manifestantes vestindo preto seguiram para o Tribunal de Justiça, munidos de panelas, apitos, megafones, tambores e vuvuzelas, para “fazer barulho contra a injustiça e ‘acordar’ o presidente do Tribunal”, como definiu o diretor secretário geral do Sindjus, Valter Macedo. Após o ato, realizaram uma caminhada que ocupou uma pista da Avenida Borges de Medeiros até a Assembleia Legislativa, para acompanhar a decisão das lideranças de bancadas sobre o PL 93/2017. A mobilização crescente dos trabalhadores em greve sensibilizou os deputados líderes, que novamente não deram acordo para que o projeto entrasse na ordem do dia da sessão plenária.

A assembleia geral realizada à tarde teve falas de trabalhadores de diversas comarcas do estado e manifestações de apoio do ex-deputado Pedro Ruas (PSOL), do deputado Jeferson Fernandes (PT), de representantes de entidades: Paulo Olympio (ASJ), Sirlan da Rosa Cruz (Abojeris) e Éverton Gimenez (Sindibancários). Os servidores  deliberaram sobre os próximos passos do movimento; foi aprovada por unanimidade a continuidade da greve e a realização, na próxima terça-feira (15), de ato pela manhã em frente ao Foro Central II, caminhada em direção à ALRS e assembleia geral à tarde na Praça da Matriz. Outra orientação que partiu da assembleia foi no sentido de buscar contato com desembargadores para articular apoio junto à Administração do Tribunal a fim de avançar na negociação sobre os pontos da pauta de reivindicações da categoria. O diretor de política e formação Sindical do Sindjus, pontuou a necessidade de ampliar a força da mobilização para os próximos dias para pressionar o Tribunal. “Estamos na semana da conciliação, campanha promovida pelo Tribunal de Justiça. É o que queremos para a categoria, por isso temos buscado o diálogo com a Administração do TJRS que até agora, não mostrou disposição para buscar esta que é a conciliação mais importante, com os próprios trabalhadores”.

 

 

    

Comments

comments

Compartilhar