Fenajud lamenta morte de oficiala de Justiça grávida no Fórum de Sorocaba (SP) e cobra apuração

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

A Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados (Fenajud) lamenta profundamente a morte da oficiala de Justiça Natália Dias Cesco, grávida de 8 meses, ocorrida nesta quinta-feira (30) no Fórum de Sorocaba (SP).

Segundo testemunhas, a jovem veio a óbito após uma parada cardiorrespiratória no corredor do local de trabalho. A servidora não contou com atendimento médico emergencial do Fórum e o atendimento do SAMU demorou cerca de 28 minutos.

O fato trágico expõe à sociedade uma situação comum que os servidores são submetidos diariamente: a falta de ambulatórios e atendimento emergencial nas unidades de trabalho.

Infelizmente a categoria tem sido colocada em segundo plano pelas direções dos Tribunais, políticas públicas de saúde voltadas para os servidores também não são comuns, o que potencializa o descaso com os trabalhadores e as trabalhadoras do judiciário.

A Federação se solidariza com a família da trabalhadora neste momento e pede por uma apuração séria dos fatos.

Cobra ainda das direções dos Tribunais de Justiça dos Estados um olhar mais humano perante a categoria.

Sem saúde não há servidor. Sem Servidor não há justiça.

Comments

comments

Compartilhar