Sindjustiça-RJ: 4º Conselho de Delegados Sindicais delibera sobre assembleias em todas as comarcas

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O Conselho de Delegados Sindicais realizou sua 4ª reunião do ano em 28 de setembro. O coletivo se reuniu na sede do Sindjustiça-RJ para expor os desafios de cada Comarca e deliberar questões importantes para a categoria.

A principal delas foi a realização de assembleias em todo o estado para decidir pela realização de paralisações parciaisdurante o expediente. A convocação dessas instâncias deliberativas segue as orientações do artigo 13 do estatuto do sindicato, que pode ser acessado na íntegra neste link.

As datas das assembleias serão divulgadas com antecedência nos canais de comunicação do Sindjustiça-RJ (site e Facebook), incluindo o WhatsApp. Nessas ocasiões, serão discutidos os detalhes das possíveis paralisações, como periodicidade e duração.

De acordo com o diretor geral do Sindjustiça-RJ Tony Vieitas, as paralisações serão uma resposta aos desmontes que vem ocorrendo no Judiciário estadual.

A categoria sofre com a ausência de reposição Inflacionária desde 2015 – já são 4 anos de perdas, com impacto direto na qualidade de vida dos serventuários e de suas famílias.

A não convocação de novos concursados, mesmo após o grande êxodo incentivado pela administração – com programas de incentivos às aposentadorias – tem sobrecarregado cada vez mais os servidores.

O Judiciário fluminense tem adotado políticas que representam riscos reais à carreira dos serventuários, com a terceirização de muitas funções. Estagiários, voluntários, conciliadores, juízes leigos e outras modalidades já estão sendo aplicadas, com sérios impactos no atendimento à população.

Essa precarização se reflete também no dia a dia dos servidores. A crescente carência de materiais de consumo indispensáveis à execução das tarefas mais básicas, como envelopes, fitas adesivas e até clips, entre muitos outros materiais, comprovam o sucateamento da estrutura do Judiciário estadual.

“Iniciamos essa discussão aqui no Conselho de Delegados Sindicais justamente para que os representantes já comecem a debater o tema em suas respectivas comarcas. Como sempre acontece em nossa gestão, as deliberações serão democráticas e esperamos ampla participação da categoria nesse debate”, explicou Tony.

Conselho criou Comissão de Aposentados

Os delegados sindicais também decidiram pela criação de uma Comissão Especial de Aposentados. O coletivo terá papel estratégico na luta pelo pagamento do abono natalino do segmento.

A Comissão irá acompanhar a diretoria do Sindjustiça-RJ em reuniões com membros do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ). Com isso os serventuários aposentados terão participação ainda mais ativa no debate sobre seus direitos, já que sentem na pele os impactos da retirada de benefícios e podem expor os problemas com propriedade aos integrantes do Órgão.

Fonte: Sindjustiça-RJ

Comments

comments

Compartilhar

Deixe uma resposta