Conselho de Representantes é marcado por retorno de sindicatos

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Reunião extraordinária foi realizada nesta quarta-feira (09) em Salvador (BA) e foi convocada para debater a fragmentação da classe trabalhadora do Poder Judiciário Estadual. 

Os trabalhadores e trabalhadoras do judiciário brasileiro precisam se unir para fortalecer a luta e enfrentar os intensos ataques contra a classe trabalhadora – por parte dos governos federal e estadual e Tribunais de Justiça. O entendimento é dos Conselheiros dos sindicatos filiados à Fenajud (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados). O assunto foi debatido incansavelmente durante toda esta quarta-feira (09), em Salvador (BA), na reunião extraordinária do Conselho de Representantes da entidade.

 

Para confirmar o posicionamento dos Conselheiros, o Sindjustiça-RJ e Sindjus-MA que estavam distanciados da Federação retomaram o diálogo e reuniram-se com os demais filiados para debater estratégias para enfrentar os desafios que envolvem a categoria. Além das duas entidades parceiras, a Fenajud recebeu ainda a visita do Sindjesp (Sindicato dos Judiciários do Estado de São Paulo).

 

O diretor de Assuntos Jurídicos do Sindjustiça-RJ, José Arruda, disse que em 2017 quando decidiram fazer uma chapa para compor a nova gestão da entidade, uma das pautas prioritárias era unificar a luta a nível nacional, com os demais sindicatos do Brasil. Um dos primeiros atos, depois de eleitos e empossados foi resolver a situação junto à Federação. “Hoje com muita satisfação nós viemos nesse encontro, com tudo resolvido, para trazer os pleitos locais e nacionais. Juntos temos mais forças para lutar por nossos direitos, acreditamos nisso. Acreditamos que a unidade é o melhor caminho para alcançar as vitórias”.

 

O presidente do sindicato do Maranhão, Aníbal Lins, também acredita que esse é o melhor caminho. Em entrevista ao Portal da Federação, ele disse que “é sempre o melhor caminho unir os trabalhadores. Estou muito honrado pelo convite da direção da Fenajud de nos reinserirmos na Federação, muito agradecido e estamos aqui para somar”.

 

O diretor do Sindjesp, de São Paulo, Luiz Milito, afirma que o melhor caminho é seguir com a unidade das entidades em prol das lutas da classe trabalhadora. “Para nós é superimportante uma Federação que unifica sindicatos de todo Brasil, com todas as regiões representadas. São Paulo ainda não faz parte porque não tem sindicato único, combativo e de luta que queira se agregar à Federação. Nós, o Sindjesp queremos ter essa participação. Viemos aqui para conhecer melhor as atividades da Federação e sua política”.

 

Além do retorno das entidades e da visita do sindicato de São Paulo, a reunião foi marcada por pautas nacionais comuns, como as próximas lutas que serão encampadas para combater os abusos e excessos impostos aos trabalhadores e trabalhadoras do Poder Judiciário Estadual.

 

Comments

comments

Compartilhar

Deixe uma resposta